As Indecisas Da Blogosfera.

Resolvi deixar amarelo pra variar.

Resolvi deixar amarelo pra variar.

E aí gente amiga!!

Depois que deu esse BOOM!! de blogueiras, o negócio ficou muito doido, por quê não ha como você saber, logo de cara, quem gosta de ser blogueira, de fato, de quem tá nessa por ”fama e fortuna”.

Mas devo dizer, que o povo que segue essa vida por dinheiro e reconhecimento cai do cavalo rápido, por que nós sabemos que se você tiver sorte, você será reconhecida em 3 anos.

Se você tiver sorte, por que o reconhecimento pode acontecer depois de 4 ou 5 anos, ou nunca acontecer.

Por que é meio inocente pensar que toodas as pessoas que tem blog são famosas e ricas (a parte do rica eu gostaria que fosse verdade), essas mulheres que vemos hoje bombando em visualizações, que são reconhecidas e até são referências quando se trata de estilo, são daquele seleto grupo de pessoas sortudas, talentosas, e acima de tudo, muito pacientes. Nenhuma delas fez blog e chegou aonde chegou, no dia seguinte.

prestenção

Mas, a pessoa que faz isso pela ‘moda’ em geral nem sabe o que está fazendo. Aí ela não sabe o nome que vai por no blog, então uma pessoa legal vai lá e sugere um nome legal, e ela coloca, aí depois, ela não sabe sobre o que vai postar, nessa parte eu acho engraçado, por que absolutamente todos fazem igual.

Sobre o que eu posto?

-sobre o que é o seu blog?

-Ah….fala de tudo no universo feminino.

wat-meme_o_1405583

Aí eu me pergunto, #jovens, você deixaria o seu vizinho escolher o nome do seu filho? Claro que não, a não ser que você não tenha as ideias no lugar, por que por exemplo, sua vizinha pode ser eu, e eu vou sugerir um nome tipo Pafúncia, ou Miralaiser ou algo do tipo, só pelo espírito hue BR, azar o seu, se você registrar a criança com esse nome. O mesmo acontece com o Blog, eu não sei quem é você, do que você gosta, o que você faz, nem nada do gênero, pra saber qual seria o melhor nome para o seu blog.

O Blog sempre será uma extensão do que você é, é obrigatório que o seu blog tenha, de fato, a sua identidade, a sua essência, isso é o principal, para que você goste dele e se dedique a ele, para que tudo possa dar certo.

Quando você não sabe que nome colocar no blog, na maioria das vezes, você também não sabe sobre o que postar, sim…já vi isso acontecer várias vezes nos grupos de divulgação.

Eu entendo que exista o ”bloqueio criativo” sim…eu mesmo as vezes quero abrir minha cabeça quando isso acontece comigo. Mas existe uma diferença entre bloqueio criativo, e você não ter a mínima noção do que fazer, eu já vi algumas meninas terem dúvidas sim como por exemplo, gente me dê uma opinião, escrevo sobre isso, ou sobre isso? Isso é uma dúvida ela está indecisa. É diferente do famigerado ”zentem eu não sei o que eu posto me dá um help, please!”

Google

Google

Falta noção, meu povo. Não faça esse tipo de coisa.

Por isso eu dou a minha mais sincera opinião: quer ser blogueira? Seja, mas saiba que nada é fácil, blogueira tem que pesquisar sempre, tem que estar atualizada sempre, precisa se reciclar sempre para poder se manter em questão de visualização, precisa ter disciplina, precisa aprender um pouco sobre tudo, desde edição de imagem fotografia, autopromoção e tudo o mais, tudo isso para ter a possibilidade de ter seu trabalho reconhecido. Tem que ter muito amor ao que faz, o reconhecimento é a consequência disso, e uma consequência que não é uma garantia. Você precisa estar ciente disso, antes de tudo.

Haidy.

P.S. Gostou? Comente! não gostou? Comente também. afinal…

Anúncios

Os Babacas da Net.

É meu.

É meu.

Resolvi falar hoje sobre os ”Babacas da Net” por que tem acontecido coisas muito chatas , não apenas, maaaaas, principalmente, na nossa grande e colorida blogosfera.

Vou tentar passar o meu ponto de vista:

Sabemos que a internet é pior que uma Savana Africana, você postou algo, então está sujeito a críticas e comentários dos mais legais até os mais escrotos. É a vida. Todo o mundo é muito corajoso atrás da tela.

Mas eu nunca concordei com críticas infundadas e insultos.

Oia eu causando.

Oia eu causando.

Se você vê um problema no trabalho de alguém, tenha a decência de apresentar a solução, é o mínimo.

O que dizer desses seres que mau conheço, graças a Deus, e já acho ridículos?

Pois é, é muita criancice você insultar pessoas na internet, ou atacar o seu trabalho, de uma maneira ferina e infundada, para depois se esconder atrás do #minhaopinião.

Por exemplo, você postou um vídeo no You Tube

Fulano foi lá e comentou:

olha eu não gostei…a iluminação tá ruim…o áudio tá muito baixo…tem como melhorar isso? Você pode fazer isso ou aquilo..etc etc…

Parabéns pra você amor, você não é mais um babaca da internet.

Mas chega o ”serumano” e comenta:

nossa você é horrível, que nariz é esse..aff odiei esse vídeo. você é escrota blah…blah…blah..

 

Google

Google

Criatura, você só tem duas opções,

Ou me paga uma plástica coreana

Ou morre.

Gostaria que você atendesse a segunda opção, grata.

Aí vem a falácia moderna:

Na internet sempre haverá comentários assim, logo, eu também o farei.

Tá, só por que a maioria é babaca, você também vai ser…não sei se rio ou se eu choro por você.

#Nãosejaessapessoa.

O meu Blog é muito novo, ele ainda não é conhecido o suficiente para ele receber alguma crítica boa ou não, talvez, algum dia ele seja conhecido, e eu terei que estar preparada para isso.

Por enquanto eu apenas ensaio com minhas queridas haters dos grupos de divulgação que criticam meus posts com as ”hashtags mais legais da blogosfera” (palavras de Duda Celidonio) , mas que já perguntei o que eu poderia fazer pra mudar e ficar melhor, e até agora ninguém me respondeu, e isso já faz uns dois meses. #indireta.

As pessoas se tornam muuito corajosas quando estão confortavelmente atrás de suas telas de computador e celular. E eu acho que o mundo seria bem melhor sem isso, afinal você não ganha nada ferindo ninguém, assim como você é uma pessoa que sente e se machuca, as outras pessoas também são, acho que cortesia e educação cabem em todo o lugar, e se você não gosta de algo, e não tem intelecto pra fazer críticas sem insultar, acho muito mais válido fechar aquela abinha lá em cima. A Sociedade agradece.

#prestenção gente…

Um mundo civilizado constitui-se de gentileza e empatia ao próximo.

É Meu, também.

É Meu, também.

Valeu, Falou.

Gostou? Curta, comente e espalhe a palavra.

Não gostou? Comente do mesmo jeito, estamos em um país livre.

Haidy.

 

#Prestenção – Spam!

Haidy Gonzalez

Créditos : Eu. E processo se roubarem minha capa.

Jovens,

Não existe nada mais broxante do que Spam.

Spam consiste em:

Alguém fazer um post ou algum tipo de divulgação em redes sociais, e você com toooda a falta de noção que consegue reunir, coloca o seu link logo abaixo do post, ou no comentário de alguma matéria no blog, ou no inbox da page ou da conta pessoal…e assim por diante.

Vou dizer, por que:

Eu to lá, linda gastando um bom tempo fazendo um post legal, fazendo pesquisas para esse post, fazendo edições de imagem e tudo o mais, divulgando e tudo o mais, então vem um ser e coloca:

Gostei passa no meu blog

desesperadaporfama.com

o mais legal é quando você faz alguma resenha de maquiagem, produto, filme ou livro que você odiou:

Também adorei!

Passa no meu blog

desesperadaporfama.com

Meu…

Mina….

Morre.

Comentários do tipo, eu nem me dou o trabalho de responder, já vai pra exclusão, sinto muito. Além, claro, de eu simplesmente bloquear você nas redes sociais, ou seja, a velha cadeia do karma. Eu nunca verei seu trabalho, e as pessoas que me adicionaram também não verão.

Isso é uma invasão e uma falta de respeito com qualquer pessoa.

E não, não é divulgação, divulgação não tem nada a ver com a sua falta de respeito e noção, sinto muito te informar, supera.

Se houver spam nos meus posts de divulgação eu já cometo atos de terrorismo, faço mesmo, quase sempre é a mesma coisa.

Eu : moça…é proibido spam…pode apagar teu link, por favor?

Spammer: Nossa, como você é grossa.

Você coloca spam no post dos outros e é super educada neh?

Bitch..please…

Digamos que, em um grupo de 100 blogueiras 70 não gostam de spam (sim, a maioria de pessoas que levam seu trabalho a serio não curte e não pratica spams)

Ou seja: 70 pessoas que acham que você é um pé no saco.

Vou colocar em gráficos bonitinhos:

Não muito bonitinhos:

spam

Suponhamos 25% de um grupo de 70 pessoas , equivale a aproximadamente 17 pessoas que bloquearam você.

-Deixa, vou continuar…é muito pouco mesmo…

-Fica quieta e deixa eu terminar.

spam 2

Suponha que cada uma dessas 17 pessoas que te bloquearam tem em seu perfil do Facebook aproximadamente 370 amigos que vêm efetivamente cada curtida e compartilhamento dela.

spam 3

Aí,como sempre, vem a cadeia do karma: você perdeu 6290 possibilidades de like, 6290 possibilidades de visualização e interação efetiva.

Ou seja, você fez besteira, e perdeu muito, por pouco.

Haidy-sensei reprovou você, e você nunca será uma ninja da aldeia da blogosfera.

A blogosfera é o mundo de possibilidades e probabilidades e perder essas possibilidades, ainda que a você pareça pouco, pode te prejudicar, e muito, tornando o seu caminho árduo, e demorado.

Além, claro de você ser vista como uma pessoas extremamente chata. (eu não poderia deixar de lembrar isso).

Você pode aproveitar grupos, fazer suas divulgações, sem invadir o espaço de ninguém, vai por mim, ninguém vai te achar chata por que você não faz spam. E se houver um ser que pense assim, desculpe, mas é uma retardada.

#Prestenção, #NãoSejaEssaPessoa.

Gostou? Comente.

Não gostou? Estamos em um país livre, pode comentar também.

Até Mais.

Haidy.

#Prestenção : Regrinhas De Etiqueta Da Blogosfera.

#Prestenção

A capa do meu Livro

 

E o assunto é: Regras.

Sou a Paola Bracho da Divulgação. (SQN)

Quero registrar que tudo começou com isso aqui ó :

Haidy Gonzalez

mudei pq me disseram que não iam me processar

 

Vou ser direta aqui nessa bagaça:

Tenho o meu blog há menos de um ano…acho que bem menos de um ano por que não me lembro realmente o dia, exatamente. Ou seja, você absolutamente nunca me verá fazendo um post sobre como ter um blog de sucesso.

Meu blog nem é um sucesso, pra eu fazer um post desse .

Mas entendo muito sobre finesse em redes de divulgação , sou uma ”Glória Calil” do Facebook (sonha, querida).

Tudo começou(há um tempo atrás na ilha do sol… #veia) com uma brincadeira, quem me conhece, nos grupos de divulgação, sabe muito bem que eu sou o suprassumo da ironia, não tenho como evitar é a minha natureza de diva frustrada, então comecei a postar algumas coisitchas para dar uma ”situada” no povo que não segue regras em grupos de divulgação, ou que fazem muita besteira. Besteira do tipo que acaba manchando sua imagem e te fazendo virar uma piada. Não é muito inteligente você virar piada em um grupo de blogueiras com mais de 45 mil membros. É suicídio bloguístico. É assinar sua sentença de ostracismo.

Ostracismo é o afastamento (imposto ou voluntário) de um indivíduo do meio social ou da participação em atividades que antes eram habituais .

Bem…voltando ao assunto: Comecei a dar uma chamada no povo que fazia besteiras a colocava as hashtags: #Prestenção, #Jovens #Nãosejaessapessoa. Pois é, até que seu certo. Pelo menos damos risadas.

Pois é, Hoje estou aqui para falar sobre a Regra PRIMORDIAL quando você entra em um grupo de divulgação:

Leia As Regras

É a coisa mais simples e mais óbvia a se fazer, toda a vez que alguém escorrega nas regras e diz que “não sabia” eu fico imaginando que a pessoa provavelmente é do tipo que assina apólices de seguro sem ter a mínima ideia do que contém no contrato.

Ler regras e termos é o ato essencial, dentro e fora da web, para a nossa sociedade funcionar.

Vou falar do grupo BGS – Blogueiras, Gurus e Seguidoras como um exemplo. É um grupo com regras simples, se comparado com outros grupos de divulgação. Não é permitido spam (colar o link em post alheio) falar sobre assuntos alheios a blog, troca de seguidores fora dos posts específicos e etc. E apesar de ser simples e tais regras terem sido devidamente votadas pelos membros ativos do grupo, muita gente entra ali, faz as besteiras cria uma treta desnecessária e tudo isso por que?

Por que não teve o raio da capacidade de ir lá nas regras…e gente… tem uma seta enorme avisando para ler as regras.

Aqui a criatura comete a infração, e diz que não sabia…

tipo….

Gente…

Meu….

Morre. Por favor.

#Nãosejaessapessoa.

Mas Haidy, por que aspargos tenho que seguir as regras?

Por que ao contrário do que dizem os desenhos da TV Globinho, Regras foram feitas para serem seguidas SIM. Regras são criadas em prol da otimização do grupo. É simples, e sem regras o mundo não funciona.

Haidy Gonzalez

meu gráfico lindinho pra vocês entenderem as coisas.

 

Quer mais que isso?

Talvez você seja uma pessoa que não goste de seguir essas regras, em específico, por isso mesmo, você deve lê-las e se não gostar, apenas sair do grupo e deixar o resto em paz. Porém, a maioria gosta de virar reacinha nos grupos de divulgação e quer impor sua vontade, o que nunca da certo e sempre termina em ban.

#Prestenção Jovem, se não está preparado para seguir regrinhas de grupo de divulgação, se tranque no quarto e jogue a chave fora. Não desperdice os bits da timeline.

Até a próxima.

Haidy Gonzalez

P.S.:

Gostaram? Dá joinha, siga a page e comente.

adoro opiniões.

Patisserie Coin De Rue: Um Filme Que Dá Fome

E aí gente?!

Imagine um filme que só de olhar para os doces você sente até o cheiro? Pois é.

Patisserie Coin de Rue, em francês literal Pastelaria Canto da Rua e em Japones “ Yougashiten Koandoru

(洋菓子店コアンドル) que é a mesma tradução literal do francês para o português, é aquele tipo de filme que definitivamente te deixa aguando mais que o Cantareira (Acho que isso é possível na atual situação) A fotografia é linda, e a história é sensível dando espaço para cada personagem e suas historias pessoais. Você acaba se identificando com eles.

patisserie_coin_de_rue__film_2011_5640_

Divulgação

O Filme foi lançado em 11 de fevereiro de 2011, com direção de Yoshihiro Fukagawa, e fotografia de Hikaru Yasuda (que ganhou meu respeito).

Natsume (Yu Aoi) é uma garota jovem, um pouco espontânea demais, que saiu de Kagoshima, sua cidade, para Tóquio, á procura de Chihiro Umi (Hiroyuki Onoue), seu namorado, que lhe deixou uma carta que em sua opinião não é muito esclarecedora. Na carta, Chihiro afirma que está trabalhando na renomada Patisserie Coin De Rue, por que ele quer aprender a fazer bolos e doces melhor do que Natsume.

Ao chegar em Coin De Rue, Natsume é informada que seu namorado não trabalha mais ali, e ninguém parece saber aonde ele foi, com suas malas, sem ter aonde ficar e obstinada a encontrar Chihiro, Natsume pede um emprego na Patisserie. Mesmo Yuriko (Keiko Toda)afirmando claramente que ela não está a altura, a garota insiste em ficar e afirma que quer aprender a fazer os bolos de Yuriko.

patisserie-coin-de-rue-film-2011__20

Divulgação

Natsume, então, conhece pessoas como Tomura (Yosuke Eguchi) um confeiteiro lendário, que misteriosamente parou de fazer seus bolos, para se tornar um crítico gourmet, e que é um frequentador do Coin de Rue,como a senhora Yoshikawa (Mariko Kaga) que não parece simpatizar muito com Natsume, assim como Mariko (Noriko Eguchi) uma confeiteira do Coin De Rue, que deixa a vida de Natsume bastante dificil.

Dias De Eva

Yoriko tentando ensinar Natsume a ter mais atenção.

Natsume agora precisa decidir o que quer: aprender a fazer bolos, e talvez se tornar uma confeiteira lendária, como Tomura, ou voltar para Kagoshima.

nZdIqRcRHtxTtGrCITr0eSMfXQn

Natsume encontra Tomura

Enfim, definitivamente é um filme que vai dar água na boca, literalmente, porém ele não está disponível dublado, gosto do enredo por que não tira o foco principal, que é a Natsume tentando aprender a fazer doces, é um caminho árduo aonde ela aprende que nem tudo ali é igual em sua pequena cidade.

Eu espero que vocês assistam, tenho certeza de que gostarão tanto quanto eu.

Deixe a Sua Opinião!!

Até mais!

Haidy

A Velha Caixa De Fotos.

 

Nunca, desde que me entendo por gente, vi a real necessidade de ser forte em momentos aonde isso não exigisse.

Pessoas que são fortes o tempo todo, em geral são vistas como pessoas que ajudam, e não que precisam ser ajudadas, doce engano. Queria que fosse realmente assim. Mas ser forte é algo triste, e desgastante, por isso não quero ser forte o tempo todo, acho que ser forte quando necessário, é o suficiente.

Lá naquele último dia, naquele quarto mau iluminado, nós duas sozinhas e cansadas, você só me pediu uma coisa: Não ser tão inocente e fraca.

DSC04714

Casa da Avó, Brunópolis, Santa Catarina

 

Mas eu preciso disso, a inocência não me deixa ficar com o coração envenenado pelos resquícios de humanidade que o mundo me oferece, eu sei o que está ali fora…só não quero abrir a porta para que tudo isso possa entrar.

Eu sei ser forte, aquele ano inteiro eu fui, aquele tempo todo eu sabia que bancar a criança mimada não nos faria bem algum, mas considere que, ser forte definitivamente cansa… e por Deus, como eu estava cansada, se passou quase cinco anos, e eu já não lembro com muita exatidão das coisas, só lembro com exatidão, do último dia.

Você ao contrário de mim, sempre transbordou fortaleza, menos naquele tempo, parecia não precisar de ninguém, parecia ser tão…independente de tudo…e me diz pra que? Por que não me ouviu? Por que diabos não ficou aqui comigo? Por que tinha que largar tudo pra morar longe? E quem te agradeceu no final? E quem estava ali pra dizer que você fez bem em ficar ali?

E desde que você saiu daqui, você teve que ser forte todos os dias, e se você tivesse sido menos cabeça dura, e menos forte, talvez alguém tivesse escutado o grito de ajuda que você resolveu engolir.

DSC04733

Vista do Antigo Cemitério de Brunópolis

 

Se não fosse forte o tempo todo, estaria aqui comigo.

E eu não teria que ser forte também.

No último dia, eu não chorei, acho que estava no piloto automático, você já tinha partido, e ali só restou o silêncio, e enquanto todos na casa falavam comigo suavemente, talvez com medo de que eu acabasse desabando ou outra coisa qualquer, eu resolvi respirar, é sério…até ali, parecia que eu tinha ficado debaixo da água, à um bom tempo. E eu apenas não demonstrei isso por que era extremamente injusto de desencorajar, e eu acreditei em milagres naquela época, até seu último segundo eu esperei pela cura, esperei pelo impossível, esperei que alguém la em cima tivesse piedade de nós duas.

Eu não culpo Deus, acredito que ele apenas tenha tido piedade e resolvido te levar embora, por que já era o suficiente. Creio que ele prefira levar as pessoas boas primeiro.

DSC04735

Eu não chorei de verdade até umas duas semanas depois, senti rolar algumas lágrimas antes disso, mas era por causa do turbilhão de emoções que eu estava sentindo: Senti raiva do destino, (ainda sinto) senti raiva de você, por ser teimosa e ter me deixado. Senti raiva de mim por que achei que poderia ter feito muito mais ( e hoje sei que não poderia) Senti raiva até do tempo, tudo era ensolarado, exceto o dia do velório , mas de resto era sol e luz e eu odiei, era como se o tempo não estivesse respeitando a minha dor, eu queria que tudo estivesse cinza, queria raios trovões,queria um dilúvio.

DSC06164

Mas 5 anos passam rápido.

Eu ainda tenho meus momentos de tempestade, as vezes os dias são cinzas apenas para mim, independente do quanto o sol esteja teimando em brilhar ali fora, mas aos poucos eu fui aprendendo a acalmar meu coração, aos poucos fui permitindo que coisas boas entrassem, e tranquei as coisas ruins do lado de fora, as vezes eu olho na janela do mundo, e sei que tudo ainda está ali, á espreita. Escolhi admitir a existência de todas elas, da maldade, do egoísmo, da tristeza, da ambição e de tudo aquilo que te machucou. Elas estão ali apenas me esperando. Esperando eu me cansar da fortaleza. Elas pensam que sou forte, todos os dias, como você foi.

Mas não vou me cansar… por que sou forte apenas quando é preciso ser, fora isso, apenas tenho esperança…

DSC05733

Haidy.

Snack!! Sanduíche De Forno!

E ae, gente amiga?!

O sanduíche de forno, até aonde eu pesquisei, não tem uma origem certa, a maioria diz que é uma receita de origem francesa, chamada croque-monsier, algo como ”estalar os dentes – senhor” e pra mim isso não faz sentido.
Bem, mas, inegavelmente o sanduíche de forno, é algo muito gostoso, fácil, e pratico. Aquela receita que você pode fazer de ultima hora.

DSC06577

A primeira camada :3

 

Aos ingredientes:

Aqui, como todo o mundo é bom de garfo, eu uso
3 pacotes de pão de forma.
500 gramas de queijo -ou mais.
3 tomates
1 cebola bem picadinha.
leite.
Maionese
Maisena
Queijo ralado
Alho
pimenta do reino
Sal a gosto.

Preparo.
Sanduíche:

DSC06582

A anta esqueceu de tirar foto antes de por mais pão por cima

 

Unte uma forma, de tamanho médio, com manteiga ou óleo.
Coloque as fatias de pão de forma, lado a lado, até preencher toda a forma, tirar a casquinha do pão, é opcional, eu não tiro.
Molhe as beiradas com um pouquinho de leite.
Passe maionese nos pães,  coloque queijo, orégano e tomate (pode colocar presunto, eu não coloco por que sou alérgica)
cubra com outra camada de pães e repita a operação.
Eu costumo deixar com três andares.

Cobertura:

DSC06583

Agora é como uma receita de mingau :3
Coloque o leite em uma leiteira a deixe esquentar, coloque um pouco de Maizena. (eu vou no olhômetro).
Coloque sal, a cebola picada, a pimenta do reino no leite com Maizena, e vá mexendo até ele ganhar consistência de mingau.
Retire do forno e coloque em cima dos sanduíches, deixe bem coberto. Polvilhe com um pouco de orégano e queijo ralado, e ele ao forno preaquecido, de 15 a 20 minutos.

DSC06585

E pronto!!!
Bom Apetite.

 

Espero que tenham gostado.

Deixe a sua opinião, dúvidas, sugestões, aqui nos comentários, vou adorar conhecer e interagir com vocês.

Beijos,

Haidy.